Sempre tive animais, embora não fosse permitido ter animais em casa — o meu avô era caçador e tinha cães de caça. Tive de esconder dele o meu primeiro animal de estimação, um gato, mas ele acabou por descobrir, já que o gatito andava atrás de mim para todo o lado. Então lá me deixou ficar com ele com a condição de que eu limpava o que ele sujava. Ganhei o meu primeiro melhor amigo!

Sempre quis ter um cão, mas nunca apareceu a oportunidade. Mas o meu passado com os gatos revela que sou completamente devota aos bichanos. Hoje tenho um gato que se chama Buika. Tem pêlo curto de cor branca e cinzenta e duas cicatrizes no nariz. Encontrei-o numa caixa de sapatos, no passeio em frente à minha porta. Acho que estávamos destinados a encontrarmo-nos e a preencher a vida de cada um.

A minha relação com o Buika é de paixão, um amor sem fim e de protecção. Sou viciada na companhia dele, faz-me bem, tranquiliza-me. Adoro-o! E também sinto o dever de o proteger, alimentá-lo para que seja muito saudável (tem de ter uma vila longa, muito longa!).

O que aprendi com o meu gato foi a respeitá-lo e a ter paciência. Que para termos o que queremos temos de ser humildes. Sempre que o chamo para o meu colo, ele não vem, ignora-me. Mas quando menos espero lá salta ele para o meu colo (isto porque estou a comer qualquer coisa, claro).

Não só o respeito a ele, como a todos os animais. E fico feliz que a nossa sociedade esteja mais activa na defesa deles e que existam leis mais duras contra o abandono e maus tratos. Estamos no bom caminho e cada vez mais se levantam vozes por eles e isso não tem preço.

O meu conselho para quem quer ter um animal de estimação é que o respeite e adore. Que tenha consciência de que os animais não são propriedade privada, não são um bem adquirido, não são troféus de exibição. São um bem enriquecedor nas nossas vidas, fazem parte de nós.”

Depoimento construído a partir de entrevista por email.

 

 

Alda Gomes

Actriz

39 anos

Natural de Alenquer, mas vive em Lisboa

Participa na novela da SIC Rainha das Flores, onde interpreta uma médica

 

 

Leia também

Os animais não são prendas de Natal

Thierry Correia, Departamento Comunicação Científica da Royal Canin Portugal Ter um animal…