Quando foi resgatado de um abrigo para animais e adoptado pela embaixada do Reino Unido na Jordânia, Lawrence estava longe de imaginar que iria ser nomeado o primeiro gato diplomata. Mais de um mês depois, o antigo residente do Centro Humano para o Bem-estar Animal, na Jordânia, além de desempenhar as funções de “diplocat”, divide o tempo entre o cargo de caçador oficial de ratos e a sua conta no Twitter, onde se está a tornar uma celebridade.

O felino preto e branco recebeu o nome de “Lawrence de Abdoun” em homenagem a T.E. Lawrence, um militar britânico que lutou ao lado dos árabes contra o império Otomano, durante a Primeira Guerra Mundial. Já Abdoun é uma referência ao bairro onde está instalada a embaixada britânica.

Muhammad Hamed/Reuters
Muhammad Hamed/Reuters

Na conta @LawrenceDipCat, Lawrence descreve, em tom de brincadeira, as responsabilidades diplomáticas e as belezas do país. “Através do Twitter do Lawrence tentamos mostrar um lado diferente da Jordânia, como é verdadeiramente um país pacífico e próspero que os turistas britânicos devem visitar”, explica a vice-embaixadora, Laura Dauban, em declarações à agência Reuters.

A partir de Amã, este gato diplomata reporta directamente as suas actividades a Palmerston, o gato do Ministério dos Negócios Estrangeiros de Londres, que é uma verdadeira estrela do Twitter com a conta @DiploMog, onde reúne quase 60 mil seguidores.

Lawrence está também a tornar-se um fenómeno daquela rede social, onde já reuniu quase sete mil seguidores.

Leia também

Os animais não são prendas de Natal

Thierry Correia, Departamento Comunicação Científica da Royal Canin Portugal Ter um animal…