Porque é que a galinha entrou na igreja? Afinal havia outra razão para além da porta estar aberta. No dia de San Anton, que se celebra a 17 de Janeiro, é costume haver tantas pessoas como animais nas missas em Espanha e em Ciudad Juárez, no México. É isso que se vê nas fotografias da Agência Reuters, que acompanhou as celebrações do dia do padroeiro de animais em Málaga, Madrid, Maiorca e na cidade mexicana no estado do Chihuahua. Os donos seguram os animais de companhia – ou os animais seguram os donos, como no caso da criança que levou o seu pónei – e esperam que o Padre os benza, muitas vezes à porta da igreja. Cães e gatos prevalecem, mas há ainda espaço para gansos, pássaros, coelhos, um rebanho completo ou quem apenas leve fotografias. Abençoados sejam os animais, então.

Leia também

Espinho tem uma nova política de apoio animal

A Câmara Municipal de Espinho revelou esta terça-feira novas estratégias de apoio a animai…