O mundo é do Mochi — ela só tem a sorte de poder viver nele. Pelo menos é assim que Gemma Gené, uma pintora espanhola a viver em Nova Iorque, interpreta as atitudes do pug, que depois transforma em cartoons humorísticos. No Instagram, mostra o quotidiano na companhia de um cão que tem “muita personalidade”. “Ele é muito querido e bem-comportado, mas também consegue ser muito atrevido, faz simplesmente o que lhe apetece”, descreve Gemma, no site onde também divulga as ilustrações. “As actividades que mais gosta incluem dormir, comer e passear, especialmente quando é levado ao colo.”

Mochi não percebe por que  é que a dona tem de ir trabalhar ou por que é que aquele estranho que agora vive com ele (leia-se, o marido de Gemma) está sempre a tentar forçar uma amizade que nunca vai acontecer. Não há motivo para ter ciúmes: a artista começou a desenhá-lo nas viagens de metro “porque morria de saudades” até chegar a casa e desde quarta-feira, 15 de Março, que Mochi até já tem um livro.

No início deste ano, Gemma adoptou mais dois cães. Huey e Duey começaram a aparecer nos cartoons, ainda que o pug não saiba muito bem o que achar sobre isso. No fundo, Gemma desconfia que ele adora.

Leia também

Nos últimos sete anos, a Câmara de Gaia não abateu um cão ou um gato

Uma política de sensibilização massiva para a adopção de animais e uma estratégia de ofert…