Estás num campo, está uma bola pousada a alguma distância. Alguém se prepara para lhe dar um pontapé. E, de repente, a bola está a vir exactamente na tua direcção. Imagina a expressão da tua cara, o teu corpo a encolher-se, quase em câmara lenta? É mais ou menos isto que o fotógrafo Kevin Sarasom tenta retratar no estúdio Off Leash (traduzido para português como “sem trela”), em Toronto, no Canadá. Aos cães que não se interessam por bolas, atira-lhes comida — estas fotografias congelam os microsegundos antes de os animais abrirem a boca para engolir o osso. O que eles não sabem, enquanto mastigam alegremente o que lhes deram para comer, são as expressões “tontas” que fizeram momentos antes. Sarasom diz que se começou a especializar-se em “fotografias de cães ‘palermas’” há dois anos, depois do sucesso de um primeiro retrato ao cão da namorada. Olhos esbugalhados, bocas escancaradas, quase a formar um sorriso, línguas de fora e baba a voar por todo o lado. Não podiam ser mais adoráveis — e incrivelmente cómicos. O desafio é ver esta fotogaleria sem te desmanchares a rir.

 

Leia também

Um lar para animais idosos repousarem no sofá (ou nos jardins)

Estão sempre livres, podem escolher entrar dentro de casa ou passear nos jardins, lá fora.…