Os estudantes da Universidade de Évora (U. Évora) vão votar, novamente, em assembleia magna, a realização de um referendo sobre a continuidade da garraiada na Queima das Fitas, após um grupo de alunos ter pedido uma nova reunião.

Fonte da Associação Académica da Universidade de Évora (AAUE) adiantou esta sexta-feira à agência Lusa que a mesa da assembleia magna marcou uma reunião extraordinária para 9 de Maio, às 21h30, no Auditório do Colégio do Espírito Santo.

A mesma fonte indicou que no período da ordem do dia consta apenas a discussão e votação relativa à realização de um referendo pela continuidade da garraiada académica na Queima das Fitas de Évora.

Na assembleia magna realizada no início deste mês, segundo a presidente da AAUE, Ana Rita Silva, foram registados “124 votos contra o referendo e 117 a favor do mesmo”.

A dirigente estudantil referiu, na altura, que tinha ficado decidido em assembleia magna que “o referendo não irá ser realizado“, pelo que o espectáculo tauromáquico iria permanecer no programa da Queima das Fitas.

Contudo, um grupo de alunos da academia alentejana recolheu e entregou ao presidente da mesa da assembleia magna 847 assinaturas de estudantes, as necessárias para a convocação de uma nova reunião do órgão.

Este movimento tinha como objectivo a marcação de uma assembleia magna para que os estudantes da U. Évora votassem, novamente, a realização de um referendo sobre a continuidade da garraiada na Queima das Fitas.

Rui Mendonça, porta-voz deste grupo, em declarações prestadas à Lusa, alegou que “um conjunto de circunstâncias impediu que o resultado [da votação sobre o referendo na última assembleia magna] fosse fidedigno”. Na altura, o estudante de medicina veterinária disse discordar dos métodos utilizados nas duas votações feitas na anterior assembleia magna, por considerar que são falíveis, propondo um sistema de voto em urna, na próxima votação.

A Queima das Fitas em Évora vai ter lugar este ano de 25 de Maio a 2 de Junho, mas a garraiada ainda não tem data de realização prevista.

Leia também

Nasceu a primeira plataforma para humanos-guia de cães cegos

A ideia de cão-guia está mais do que popularizada entre nós. Os patudos tornaram-se import…