Os estudantes da Universidade de Évora (U. Évora) aprovaram esta quinta-feira a realização de um referendo sobre a continuidade da garraiada no programa da Queima das Fitas, naquela que foi a assembleia magna com a maior participação de sempre.

O presidente da mesa da assembleia magna da Associação Académica da Universidade de Évora (AAUE), Bruno Tasanis, disse à agência Lusa que votaram 537 alunos, tendo sido registados “308 a favor do referendo e 222 contra”, além de “sete votos nulos”.

Segundo o responsável, a reunião deste órgão, que começou por volta das 22h de quarta-feira e que terminou já depois das 2h30 de quinta-feira, foi “a maior assembleia magna desde 1978, desde que há registos”.

“Os órgãos eleitos da AAUE vão agora preparar a organização do referendo” sobre a garraiada académica, que “terá de se realizar até ao dia 25 deste mês”, referiu, indicando que o evento tauromáquico está previsto para o dia 26.

Esta assembleia magna tinha sido pedida por um grupo de alunos da academia alentejana para que os estudantes da U. Évora votassem, novamente, a realização de um referendo sobre a continuidade da garraiada na Queima das Fitas.

Numa assembleia magna realizada no início de Abril, segundo a presidente da AAUE, Ana Rita Silva, foram registados “124 votos contra o referendo e 117 a favor do mesmo”.

Os elementos deste grupo estavam descontentes com as circunstâncias em que decorreu a anterior votação, nomeadamente por discordarem dos métodos utilizados nas duas votações feitas na última assembleia magna, por considerarem que são falíveis.

Desta vez, segundo o presidente da mesa da assembleia magna da AAUE, o método de votação escolhido foi o voto secreto em urna.

A Queima das Fitas em Évora vai ter lugar entre 25 de maio e 2 de Junho.

Leia também

Os lisboetas não vão em touradas! E Lisboa?

Inês de Sousa Real, deputada municipal do PAN em Lisboa Uma sondagem recente da Universida…