Estão sempre livres, podem escolher entrar dentro de casa ou passear nos jardins, lá fora. Mas a maior parte dos animais ao cuidado de Valerie Lucyx prefere simplesmente repousar no sofá ou na palha. Isto porque a belga gere um lar que acolhe apenas animais seniores. Mais de 150 gatos, cães, porcos, cabras e cavalos repousam no (Les) Petits Vieux — que traduzido para português significa “os pequenos velhotes” — em Chievres, uma zona rural no sul da Bélgica. Chegaram ao lar depois de serem abandonados pelos donos, que, também devido à idade avançada, perderam a capacidade de cuidar dos animais de companhia. Valerie fundou o abrigo com o marido, em 2000, com o objectivo de “recriar a vida familiar para os animais”, conta, à agência Reuters, que visitou a casa onde os dois vivem. Estas fotografias provam a paz que envolve os últimos anos de vida dos animais que acolhem.

Leia também

A vida bucólica de dois gatos à janela

Monika Małek não sabe se gosta “mais de gatos ou de janelas”. Quando vê um focinho a espre…